Nota de repúdio – Matéria veiculada no programa Globo Rural

O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Rio de Janeiro (CRMV-RJ), atento às questões que impactam direta ou indiretamente na Medicina Veterinária e na sociedade, cumprindo a sua missão de prestar um serviço de qualidade e de orientação quer seja ao profissional registrado quer seja à população, vem a público ressaltar que repudia a prática jornalística da emissora de televisão Globo, em matéria veiculada no dia 27 de junho de 2021, em seu programa Globo Rural, intitulada “Criadora de animais tenta desenvolver uma raça brasileira de minicabras”.

A reportagem conta a história de uma criadora de caprinocultura de Parelheiros, bairro no sul de São Paulo. Em determinado momento a repórter aborda o fato de que o esposo da entrevistada, um ginecologista e obstetra, realizar o parto das cabras.

“D. [nome ocultado] é ginecologista e obstetra humano, mas quando a veterinária que atende a criação não consegue vir, ele acaba acudindo até em caso de parto complicado”, disse a repórter.

O CRMV-RJ ressalta que a assistência ao parto é uma atividade de competência privativa do médico-veterinário, descrita na Lei Federal 5.517 de 1968 , e apenas esse profissional possui a competência legal e expertise técnica de semiologia, anatomia e fisiologia da reprodução. A prática sem o devido conhecimento pode causar danos permanentes e/ou óbito do animal.

Além disso, a reportagem ainda exibe o momento em que uma menina, de 8 anos, aparece ordenhando uma cabra e diz que coloca leite em uma garrafinha e vende.

Nesse caso, o CRMV-RJ, esclarece que os produtos de origem animal precisam passar pela inspeção sanitária de um médico-veterinário, conforme determinam a Lei Federal 1.283, de 1950 e o Decreto Federal 10.468 de 2020, a qual garantirá a qualidade e segurança deste alimento, fato esse que não foi abordado na reportagem.

O CRMV-RJ lamenta a postura da Rede Globo de Televisão diante de uma matéria sem fundamentação técnica alguma e ressalta que seu corpo diretivo (Diretoria e Comissões) é formado por diversos profissionais com renomada capacidade técnica de arguir sobre qualquer assunto relativo à Medicina Veterinária e à Zootecnia.

Scroll to Top