CRMV-RJ realiza entrega das Cédulas de Identificação Profissional aos novos médicos-veterinários

O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio de Janeiro (CRMV-RJ) realizou nesta terça-feira (18), a cerimônia de entrega das Cédulas de Identificação Profissional (CIP) aos novos médicos-veterinários. A solenidade aconteceu na sede do CRMV-RJ.

O vice-presidente do CRMV-RJ, Diogo Alves; e a conselheira Jussara Peters Scheffer, deram as boas-vindas aos novos profissionais e falaram sobre as atribuições do CRMV-RJ, Código de Ética do médico-veterinário, mercado de trabalho e a importância de sempre se manterem atualizados para se destacarem em suas profissões.

Esta solenidade contou o apoio da Quatree, Real H e G2C, que sortearam brindes aos participantes.

A moradora de Bangu, Suelen de Mattos Rodrigues, de 35 anos, contou que atua na área de pequenos animais e pretende seguir na oncologia e diagnóstico de imagem.

“Quero seguir essa área. É um casamento perfeito. Estou começando a gostar de cirurgia. O que eu vejo é uma vida de muita batalha e conquista. Já sou vencedora , pois me formei após sete anos. Nesse percurso, tive um filho, tranquei a faculdade e voltei. Sou apaixonada pelo que eu faço e sou muito agradecida. Eu participei muito durante a solenidade e me senti parte do Conselho. Me senti em casa. O evento foi dinâmico, divertido, esclarecedor e um estopim de esperança em um futuro”, declarou.

Bianca Machado Ribeiro Dornellas, de 25 anos, que é moradora de Volta Redonda, no Sul Fluminense, foi uma das participantes da cerimônia. Na solenidade, ela estava acompanhada pelo padrinho, Wiliam Geraldo Dias.

“Eu tenho um tio que é médico-veterinário. Quando mais nova, morava em Minas Gerais e quando vinha passar as férias no Rio, observava o trabalho dele e foi crescendo minha paixão. Meu sonho é trabalhar com pequenos e quero fazer pós-graduação em cardiologia. Participar da solenidade foi muito importante, pois eu não tinha tanto conhecimento com relação ao Conselho”, contou.

O padrinho da médica-veterinária também elogiou a trajetória da jovem: “Ela é muito presente na nossa vida. A gente fica contente com o sucesso dela. É bom ver uma jovem que tem um sonho e consegue realizá-lo”, disse.

Karina Dias de Oliveira, 27, que é de São Gonçalo, também quer continuar atuando na área de pequenos animais, mas contou que não quer fechar os olhos para outras oportunidades que possam aparecer.

“Assisti ao curso de responsável técnico na manhã de hoje (18) e achei interessante, principalmente a questão que o profissional tem valor. Não é só questão de dinheiro. Foram cinco anos sem sair direito, estudei muito, trabalhei muito e me dediquei muito. Quero crescer profissionalmente e para isso eu sei que preciso abdicar de muitas coisas para chegar onde eu quero. Eu quero sucesso. Para chegar lá a gente precisa passar por tudo isso”, disse.

Scroll to Top