CRMV-RJ alerta sobre possível aumento de abandono de animais após publicação de matéria no jornal O Globo

O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Rio de Janeiro (CRMV-RJ), sempre atento às questões que impactam direta ou indiretamente na Medicina Veterinária e cumprindo a sua missão de prestar um serviço de qualidade e de orientação quer seja ao profissional registrado quer seja à população, alerta para a prática jornalística do jornal O Globo, em matéria veiculada nesta quarta-feira (14), intitulada “Infecção de cães e gatos pelo coronavírus é mais frequente do que se imaginava, revela estudo brasileiro”.

Segue parte do texto na íntegra: “Pesquisadores do Hospital Naval Marcílio Dias encontraram uma taxa de positividade de 11,25% nos 311 pets testados, no estudo com a maior amostragem sobre o Sars-CoV-2 e animais de estimação já realizado no país”.

O CRMV-RJ lamenta não ter sido procurado pelo redator da matéria e nem tampouco ter um médico-veterinário alertando sobre o tema. É necessário serenidade para interpretação dos resultados. Em um momento onde toda a população está preocupada com o avançar da doença, a veiculação de uma matéria pode causar pânico e desespero na população, além de estimular o abandono de animais.

“É verdade que eles possam ter sido infectados pela SARS-CoV-2. No entanto, de maneira assintomática. Resumidamente, se os animais ficarem doentes não significa que serão infectantes e transmissores aos humanos. Não nos surpreendemos se um cão ou gato ficar doente com a Covid-19, mas hoje não existe relevância epidemiológica alguma essa contaminação. Estar positivo não quer dizer necessariamente transmissibilidade. O CRMV-RJ se preocupa com o possível aumento do número de casos de abandono de animais, afetando diretamente a saúde pública nacional”, afirma o médico-veterinário e vice-presidente do CRMV-RJ, Diogo Alves.

Além disso, a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), não indica testagem para animais domésticos, pois isso desvia o foco das ações que realmente devem ser tomadas e causa alarmismo na população.

Scroll to Top